Medicamentos que podem baixar a libido.

Tempo de leitura: 1 minuto

Com as atribuições da vida contemporânea ou até mesmo decorrente do envelhecimento, escuto com muita frequência homens reclamando da queda da libido. Mas é importante informar que a queda da libido pode ser decorrente do uso contínuo de alguns medicamentos. Não vou citar uma lista extensa, mas vou falar dos que mais frequentemente podem levar à queda da libido do homem.

1) Antidepressivos e como exemplo, fluoxetina.

2) Antipsicóticos, normalmente indicados para o tratamento da esquizofrenia e transtorno bipolar. Exemplos: risperidona, clozapina.

3) Benzodiazepínicos muito usados para o tratamento da ansiedade e insonia. Exemplos: alprazolam (Frontal), diazepam, clonazepam (Rivotril).

4) Betabloqueadores, usados para diminuir a pressão arterial no sangue e como exemplo, o atenolol.

5) Drogas que contenham estrogênio (hormônio feminino), usadas por exemplo, no tratamento do câncer de próstata.

6) Finasterida que tanto é usada para bloquear o crescimento benigno da próstata, como para a prevenção da queda de cabelo de origem genética.

7) Opioides, como morfina e oxicodona, no tratamento das dores crônicas e intensas.

É importante que se saiba que não necessariamente o uso desses medicamentos comprometerá a libido de um homem. Na presença da queixa, o homem deve procurar um especialista e informar sobre o uso desses medicamentos. Outras situações, como queda hormonal por exemplo, deverá ser avaliada e caso a queixa tenha como origem o uso dos medicamentos listados, as doses talvez precisem ser readequadas ou o medicamento poderá até mesmo ser substituído.

E atenção: nunca interrompa um tratamento sem o conhecimento do seu médico. Interrupções abruptas de terapia podem ter serias consequências. 

Deixe uma resposta